Anúncios

Como Calcular Preço de Artesanato » Aprenda a Estipular o Preço de Venda Das Suas Peças!

Quando começamos a produzir itens artesanais para a venda, uma das principais dúvidas é sobre como calcular preço de artesanato.

Garantindo que a venda será realmente lucrativa – e que esteja dentro do valor médio cobrado por outros artesãos.

Existem muitas técnicas e dicas disponíveis e o importante é entender muito bem quais são os custos que você tem para produzir cada peça, assim será mais fácil controlar melhor o seu financeiro.

Não sabe como calcular preço de artesanato? Continue a leitura que a gente vai te ensinar!

Levante TODOS os seus custos

Levante todos os seus custos

Levante todos os seus custos | Foto

Para fazer uma precificação adequada é de suma importância conhecer todos os custos associados a sua produção.

E isso não significa apenas as matérias-primas, mas outros envolvidos para cada peça.

Por isso, crie uma planilha com todos os custos fixos e variáveis que você tem. Como:

1- Matéria-prima

Matéria-prima

Matéria-prima | Foto

Inclua todos os elementos envolvidos na preparação de cada peça.

É claro que nem todos os materiais serão usados de forma total na produção de um só item, então faça uma divisão proporcional para definir o preço do artesanato produzido.

Por exemplo, se você vai fazer uma guirlanda de feltro e comprou 3 metros de um determinado tecido, mas na peça usou apenas 20 centímetros, calcule a proporção do custo.

2- Hora trabalhada

Horas trabalhadas

Horas trabalhadas | Foto

Da mesma forma que um funcionário é pago pela hora trabalhada, você também deverá receber uma remuneração pelo seu trabalho com o artesanato.

Defina, então, o valor da sua hora de trabalho e adicione essa quantia na sua planilha, considerando quantas horas você leva para produzir cada peça.

Para calcular esse valor, pense em qual salário você gostaria de receber no mês e depois divida pelas horas trabalhadas.

Importante:

Vamos supor que você deseje um salário de R$ 2500 e trabalhe 320 horas mensais com artesanato, então sua hora trabalhada é de R$7,81.

Quanto mais você se especializa, faz cursos e entende sobre o setor, mais caro poderá ser sua hora de trabalho.

3- Despesas gerais

Despesas gerais

Despesas gerais | Foto

São os demais custos de manutenção do seu ateliê ou que envolvem o seu artesanato, como água, luz, internet, embalagem para cada artesanato, ações de marketing etc.

Todos eles devem ser contabilizados e é preciso fracionar por cada produto.

Vamos supor que você gaste R$120 de energia elétrica no mês e trabalhou 744 horas.

Divida o valor da energia pelas horas trabalhadas e você terá o custo por hora de energia.

Depois é só calcular quantas horas você leva para produzir cada peça.


Avalie o lucro

É importante não confundir lucro com o seu salário.

Lembre-se que você já o definiu na parte do valor das horas trabalhadas.

Tome Nota!

O lucro é todo o dinheiro usado para reinvestir no seu negócio, como comprar mais matéria-prima, fazer cursos de aprimoramento, entre outras ações.

De uma forma geral, o lucro do setor de artesanato varia entre 30% a 50% sobre o preço de produção de cada peça.

Isso poderá variar de acordo com a sua estratégia de negócios.

Considere os concorrentes

Considere os concorrentes

Considere os concorrentes | Foto

É impossível falarmos em precificação sem citarmos a concorrência.

Afinal, o seu cliente também pesquisará com outros artesãos e é importante que o valor esteja dentro da média.

Logicamente, existem fatores de diferenciação que lhe possibilitam cobrar acima da média, como materiais de qualidade superior, acabamentos melhores, técnicas diferenciadas, personalização das peças etc.

Mas todos esses pontos devem ser divulgados corretamente na sua estratégia de marketing.

Fazendo com que o cliente perceba e entenda os motivos para o seu trabalho ser mais caro que a concorrência e veja que é justo esse valor cobrado.

Dica:

De qualquer forma, faça uma pesquisa com seus concorrentes para avaliar o quanto eles cobram por cada peça.

Se o seu preço de venda estiver muito díspar da realidade dos demais, é preciso analisar esse ponto com atenção.

Pode ser que seus concorrentes estejam comprando matéria-prima com fornecedores que oferecem melhores condições de negociação ou estejam gastando menos com os outros custos.

Nesse caso, vale a pena repensar seu modo de produção, pensando em maneiras de diminuir os custos sem que isso afete a sua qualidade.

Essa pesquisa de preços pode ser feita na internet ou até comprando alguns itens de outros artesãos.

Verifique se existem artesãos cobrando muito caro ou muito barato e o que eles oferecem pelo valor de venda.

Fórmula de precificação e fator de multiplicação

A fórmula básica de precificação de produtos é a seguinte:

Preço de venda = (material + hora trabalhada + despesas + lucro) x (fator de multiplicação)

Nós já explicamos aqui sobre a maioria deles, exceto o fato de multiplicação.

Em geral, ele varia entre 1,5 ou 2. É esse fator de multiplicação que permite, por exemplo, oferecer descontos sem que isso prejudique os seus ganhos.

Interessante:

O fator de multiplicação também é usado para cobrir alguns custos que você não tenha contabilizado como: estoque, manutenção de loja virtual, exposição em vitrines etc.

Você também pode usar o fator de multiplicação para diferenciar o preço de varejo e de atacado.

O de varejo seria o valor multiplicado pelo fator e o de atacado sem a multiplicação.

Vamos supor que o seu cálculo total de todas as despesas, horas trabalhadas e lucro tenha sido de R$ 20 por peça.

Ao adicionar o fator de multiplicação de 1,5, por exemplo, cada peça custaria no varejo R$ 30 e no atacado (que a encomenda de peças será maior), você poderá manter o preço de R$20.

Será que meu preço de venda está adequado?

Será que meu preço de venda está adequado

Será que meu preço de venda está adequado | Foto

Depois de calcular o preço de venda do artesanato, muitos ficam inseguros se questionando se esse é, realmente, um bom valor.

Para descobrir isso, analise a reação dos seus clientes e a percepção que eles têm sobre o seu preço:

  • se o cliente percebe um valor igual ao seu preço, então sua precificação está adequada e você pode continuar a mantê-la;
  • se o cliente percebe que seu produto não tem todas as características e qualidades que poderia ter, então ou você não está comunicando adequadamente seus diferenciais ou está cobrando muito caro;
  • se o cliente percebe que seu produto entrega MUITO mais benefícios do que o preço cobrado, então você está cobrando muito barato. Mas antes de aumentar o preço, considere todas as dicas que demos neste conteúdo, incluindo também a sua concorrência.

É claro que essas são dicas gerais – e você não precisará seguir todas à risca.

Lembre-se, ainda, que a precificação é dinâmica e você precisa sempre acompanhar seus custos, o mercado, seus concorrentes e a economia para manter seus preços dentro da realidade dos seus consumidores.

Agora você já sabe como calcular preço de artesanato?

Assine nossa newsletter e receba outras dicas e orientações interessantes como esta diretamente no seu e-mail!

Como este é um tema muito procurado, nós produzimos vários artigos sobre Negócios. Vale uma visita!

Você Ama Artesanato em Feltro e Quer Viver Dessa Arte? Então Conheça a Escola de Feltro!

A Escola de Feltro é uma comunidade online dedicada ao artesanato em Feltro.

Lá tem centenas de aulas em vídeo e moldes.

Você vai aprender passo a passo a fazer os artesanatos que sempre sonhou.

Faça trabalhos mais bonitos, com técnicas diferenciadas que vão atrair clientes e aumentar as suas vendas.

Aqui você vai aprender os segredos e técnicas das maiores artesãs do Brasil!

Você Ama Artesanato em Feltro e Quer Viver Dessa Arte? Então Conheça a Escola de Feltro!

A Escola de Feltro é uma comunidade online dedicada ao artesanato em Feltro.

Lá tem centenas de aulas em vídeo e moldes. Você vai aprender passo a passo a fazer os artesanatos que sempre sonhou.

Faça trabalhos mais bonitos, com técnicas diferenciadas que vão atrair clientes e aumentar as suas vendas.

Aqui você vai aprender os segredos e técnicas das maiores artesãs do Brasil!

Passo a Passos Grátis por E-mail!

As melhores ideias de artesanato em seu e-mail gratuitamente...

 

Todos os tipos de artesanatos, com feltro, tecido, madeira, EVA e muito mais!

Moldes Grátis?

SIM! Receba direto no seu email os nossos melhores moldes!