Anúncios

Artesanato: a arte de criar para vender!

Este artigo tem como intenção auxiliar você leitor que está pensando em entrar no mercado do Artesanato, aqui relacionamos algumas dicas e idéias que acumulamos, seja lendo muito ou praticando também.

O mercado de produtos artesanais é amplo, variado e atrai tanto o cliente fiel às peças tradicionais quanto a clientela aberta as novidades e últimas tendências da moda.

Por isso, é importante monitorar regularmente o interesse do seu público alvo para incorporar novas mercadorias e tendências ao seu portfólio de produtos e assim, se destacar perante a concorrência.

O que você faz de melhor?

O melhor início de um negócio para um artesão é colocar lado a lado as suas habilidades naturais a uma arte que gosta de se dedicar. Por exemplo: patch aplique, montagem em madeira, confecção de tecido e etc.

Vale lembrar que seu tempo será tomado pelo tempo de fazer, produzir as peças e a sua comercialização, deste modo, fazer o que lhe dá prazer é fundamental para garantir qualidade, trabalhos feitos como obrigação acabam se tornando desgastante. Claro que nem sempre poderemos fazer apenas o que gostamos.

Porta retrato e lata decorada2

Ponto de partida: com qual técnica de artesanato irei trabalhar?

Neste blog você encontra várias idéias e linhas a seguir, já fizemos muitos trabalhos utilizando várias matérias primas e diversas técnicas tais como patch aplique, reciclagem, feltro, EVA entre outros.

É raro encontrar um artesão que faça peças usando apenas uma técnica, muitos acabam complementando uma técnica com outra, seria importante você conhecer tantas técnicas quanto possível.

Há pessoas que fazem patch aplique ou pintura em panos de prato e fazem acabamento com crochê, por exemplo.

Artesanato precisa ter qualidade

Muitas vezes nas primeiras peças produzidas a qualidade acaba não ficando da forma como queríamos, ou leva mais tempo para finalizar.

Seja quanto tempo levar, a qualidade é essencial. Os arremates tem que ser bem feitos, o excesso de cola quente não pode ser tão aparente, os nós devem ficar sempre bem escondidos, o verso do pano de prato que foi caseado deve estar esteticamente apresentável e etc.

Trabalhe com matéria-prima de boa qualidade: tecidos, EVA, tintas, linhas, fitas, colas, não são detalhes…são essenciais.

Tenha a qualidade como o seu diferencial!

Qualidade de acabamento no trabalho artesanal

Não temos o habitual comportamento do: “Só estou olhando!”.

Se várias pessoas se interessaram por determinada peça que você fez, pedem para ver e ao observar mais de perto esta peça deixam de lado, há algo que precisa ser melhorado. Pense nisto!

Cumpra o prazo combinado!

administracao-do-tempo-maiorPense do lado de quem compra. Você encomenda um produto para dar de presente de aniversário para um parente ou amigo querido, deixa isto claro ao artesão que precisa da encomenda entregue antes de tal dia. Tudo combinado, tudo pago e agora senta que vai demorar… O produto chega 2 dias após o dia do aniversário! E agora?

Simples o cliente nem abre o presente e devolve pra você e claro você por dever reembolsa o valor recebido e os custos dos Correios!

É melhor não pegar uma encomenda do que entregar atrasado! Percalços acontecem, mas pondere tudo isto no seu prazo e tenha sempre uma boa administração do seu tempo, você pode fazer um curso online do Cursos 24 Horas sobre administração do tempo aqui!

Saiba administrar o seu tempo, e use como um aliado e não como inimigo. Esta é uma habilidade que as pessoas valorizam e que você pode aplicar imediatamente tanto em sua vida profissional como pessoal.


Quem é o seu cliente?

Identificar o seu público é um dos fatores mais importantes, saiba quem irá procurar as suas peças e quais os interesses e necessidades dos seus clientes.

Uma boa forma de saber isto, seria participando de feiras e bazares, pois ali você fica exposto a todo tipo de comportamento das pessoas.

Clientes satisfeitos

Procure saber o gosto das pessoas em sua volta e vá ampliando este universo, pois aqui considero um grande problema, vender só a conhecidos ou parentes! Já pensou em vender pela internet? Possuir uma loja virtual?

Um passo além é pensar em clientes virtuais, se bem usada a internet e toda tecnologia de informática podem te ajudar muito a vender suas peças artesanais.

Há ferramentas que permitem você receber pagamentos com muita segurança e o cliente também teria várias opções de pagamento e parcelamento, uma das mais conhecidas é o PagSeguro do UOL, que oferece uma solução completa para pagamentos online, você somente começa a produzir a encomenda após o pagamento chegar até você.

Quem são seus concorrentes?

Identificado os interesses e necessidades de seus clientes é preciso também conhecer a sua concorrência, no mundo dos negócios também é importante que você conheça o mercado que está atuando. Quel tal fazer uma breve reflexão?

  • O que meus concorrentes vendem?
  • Para quem eles vendem?
  • Como eles vendem? Apenas por meio de loja física ou também pela internet?
  • Quais são os aspectos positivos e negativos dos meus concorrentes?
  • Qual produto artesanal vender?
  • Será que você está pensando em fazer algo que o mercado já tem várias pessoas fazendo?
  • Qual será o seu diferencial perante aos concorrentes?

Seja diferente

Como calcular os custos e preços dos produtos artesanais?

Basicamente custos são os gastos que você tem durante a produção de uma peça, aqui você deve contabilizar também toda a sua infra-estrutura necessária tais como: espaço de trabalho, equipamentos, ferramentas, água, energia elétrica, impostos (sim, recomendamos fortemente a legalização do seu trabalho artesanal), matéria-prima, mão-de-obra  com divulgação, manutenção de blog ou site e participação de feiras, bazares e cursos.

Viu quanto custo você pode ter? Pensou que era só pegar ums retalhos de tecido, fazer coisas lindas e maravilhosas e vender muito?

Agora vamos pensar em como determinar o valor final de uma peça. Para isto vamos trocar alguns pensamentos que ajudarão a você a decidir isto:

Qual o custo total que tive para produzir uma peça? Inclua o seu tempo e mão-de-obra na conta e despesa de envio ao cliente se houver!

Qual o valor da sua margem de lucro?

Qual o preço praticado pela concorrência?

Qual o valor que o seu cliente está disposto a pagar?

Cursos Online na Área de Comunicação e Marketing

Dica para início de qualquer empreendimento

Não se escondaNão se esconda! Faça publicidade de seus trabalhos, seja informalmente falando para as pessoas ou mesmo de modo profissional com cartaz, panfletos e cartões de visita.

Um empreendimento com resultados positivos começa melhor se houver um bom plano de negócios.

Este plano de negócios seria uma descrção detalhada e por escrito de todas as informações necessárias para analisar e viabilidade do negócio.

Ótimas fonte de conhecimento:

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Portal do Empreendedor Individual

Site da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Esperamos que de alguma forma este artigo ajude as pessoas que estão iniciando o seu próprio negócio com artesanato ou que também possa contribuir para melhoria de algo existente. Comentários abaixo, por favor…são sempre bem-vindos!

Texto por: Paulo Henrique Gomes

Fonte de estudos: Coleção Criar & Vender – Gold Editora

Passo a Passos Grátis por E-mail!

As melhores ideias de artesanato em seu e-mail gratuitamente...

 

Todos os tipos de artesanatos, com feltro, tecido, madeira, EVA e muito mais!

Passo a Passos Grátis por E-mail!

As melhores ideias de artesanato em seu e-mail gratuitamente...

 

Todos os tipos de artesanatos, com feltro, tecido, madeira, EVA e muito mais!