Valorização e Profissionalização: aspectos importantes para o profissional das artes criativas

 Negócio Lucrativo com Artesanato: Este artigo faz parte da nossa série especial com dicas, sugestões e muita informação para você construir um negócio sólido com o seu artesanato. Se você perdeu algum artigo é só clicar aqui!

Hoje vamos abordar um tema muito bacana e que está diretamente ligado a capacidade evolutiva dos negócios em artesanato: a valorização e a profissionalização do artesão. Há alguns anos, o artesanato no Brasil era visto como algo feito por pessoas mais velhas (geralmente mulheres) que o usavam como ‘válvula de escape’ ou uma forma de socialização. Porém, o quadro tem mudado radicalmente e um número cada vez maior de pessoas se atentaram para o fato de o artesanato ser uma fonte de renda muito interessante.

Mas, apesar disso, ainda paira na comunidade em geral uma ideia errada de que artesanato não é profissão, ou de que é algo pouco valorizado, que deve ser ‘barato’ e que quase não tem procura (já que qualquer um pode fazer). Essa mentalidade é um dos motivos que mais degrada negócios em artesanato e mais desanima novos artesãos.

Muitos ainda se questionam sobre como vencer essa mentalidade atrasada e irreal. A principal dificuldade, ao contrário do que a maioria pensa, não é modificar a mentalidade do consumidor, mas, sim, do próprio artesão que precisa urgentemente compreender que o artesanato é, sim, um ramo empresarial e que ele, artesão, é um profissional que precisa ser capacitado e atualizado constantemente.

O perfil do Artesão Empreendedor de Sucesso

valorizacao

Você deve estar se perguntando, mas como assim a culpa é minha?

Calma, não estou dizendo que você é culpado por, muitas vezes, o artesanato não ser tão valorizado como deveria. O que estou dizendo é que muitos artesãos ainda não se veem como empresários e donos de um negócio. É bastante comum encontrarmos artesãos (ou grupos de artistas) que não entregam peças no tempo combinado com o cliente, apresentam descuido com as embalagens, preços que variam de acordo com o freguês, falta de cuidado com a matéria prima, pouca diversidade no mix de produtos, entre outros.

Você percebe como essas atitudes demonstram despreparo do empreendedor e passam ao cliente uma imagem de que o artesanato não é um negócio?

Para conseguir que o seu empreendimento prospere é preciso passar uma imagem profissional. Por isso, a qualificação é extremamente importante. E não apenas em novos métodos em artesanato, mas, também, em questões técnicas na gestão de negócios.

Se você quer empreender, precisa pensar e agir como um empreendedor, precisa entender sobre cálculos e matemática financeira, ter noções de administração e marketing e atender o seu cliente de forma mais profissional possível, cumprindo prazos, apresentando preços competitivos, demonstrando cuidado com as suas peças, variando o mix de produtos e estando atento as oscilações do seu ramo.

O que eu posso fazer agora para me tornar um Artesão Empreendedor de Sucesso?

O primeiro passo é acreditar em você e no seu trabalho. Como já dissemos em outras oportunidades, você será o seu principal vendedor, portanto é imprescindível que acredite no potencial do seu negócio.

Abandone a ideia de que emprego é apenas aquele com carteira assinada e horas batidas no cartão de ponto. Se você quer prosperar no artesanato precisa encará-lo como um emprego, dedicando-se, muitas vezes, mais do que apenas 8 horas diárias como em uma empresa padrão.

Além disso, separamos algumas dicas que podem lhe ajudar a se tornar um artesão empreendedor:

Faça cursos de capacitação em gestão de negócios!

Com a internet, existem várias maneiras gratuitas de você aprender muito sobre a gestão. É imprescindível que você seja capaz de compreender o que são os custos fixos e custos variáveis, além do lucro, pois, só assim, você poderá, por exemplo, conceder descontos que mantenham a sua loja em funcionamento.

Além disso, busque aprender mais sobre ferramentas importantes de marketing online como Google Adwords e Facebook Ads e de acompanhamento das suas finanças como o Excel. Aprenda a fazer um planejamento estratégico e saiba definir metas realistas para o seu negócio.

Estipule um nicho específico!

Nós já dissemos isso em outros artigos, mas é sempre bom retomar. Escolha um setor que você seja realmente bom e aposte nele. Varie o seu mix de produtos, mas não se esqueça qual é o seu foco.

Você poderá se especializar em vários segmentos como decoração, artesanato para bebês, festas, bonecas de tecido e muito mais.

Divulgue o seu trabalho!

De nada adianta produzir peças lindíssimas se ninguém souber que você está vendendo. Use a internet para ampliar o seu mercado. Muitas vezes fazer propaganda online é mais barato e mais eficiente do que através dos meios tradicionais. Se você quiser ser visto como profissional, é preciso apresentar-se como tal e, hoje, estar nas redes sociais é fundamental para qualquer empresa.

Descubra como funcionam as publicidades segmentadas do Facebook e Google e aposte nelas. Crie perfis profissionais no Facebook, Instagram, Pinterest e Youtube. Mantenha canais de comunicação com seus clientes através do Whatsapp, por exemplo. Atualize suas redes sociais com frequência e NUNCA deixe de responder algum cliente.

Pessoas bem-sucedidas e mal sucedidas não se diferenciam muito em suas habilidades. Elas se diferenciam em seus desejos por atingir seus potenciais.

– John Maxwell

Mostre-se ao seu cliente como profissional!

Quando você se apresenta de maneira profissional, o cliente acaba ‘sentindo’ isso e compreende que o artesanato é algo sério e do qual você tira o seu sustento.

Além disso, é fundamental que você valorize o seu trabalho e demonstre com preços justos (nada de ficar cobrando preços abaixo do mercado apenas porque o cliente insistiu), com horários de trabalho adequados (se você atende em horário comercial, não acostume determinados clientes a atendê-los fora dessas horas), cumprindo prazos de entrega, entre outros.

Planeje seu futuro!

Qualquer empreendedor sabe que é fundamental determinar metas a longo prazo para o seu negócio. Com o artesanato é a mesma coisa. Defina metas reais e trabalhe sobre elas: onde você quer chegar?

Pretende dar aulas e vender apostilas ou ter uma loja especializada? Quer ser referência no seu segmento? Sonhe e corra atrás para realiza-lo.

➜ E-book
Gratuito:

Você quer ter um negócio lucrativo com artesanato? Clique aqui agora e DESCUBRA quais são os “5 Segredos de um Artesanato de Sucesso“!

Atualize-se constantemente!

Mesmo que você já tenha alcançado algumas metas com o artesanato, continue se atualizando, aprendendo novas técnicas, descobrindo novas inspirações, fazendo contatos, indo a feiras e exposições, lendo livros.

Não pare porque conseguiu atingir determinado objetivo, esforce-se para superá-lo e criar novos.

Não tenha medo de ser remunerado pelo que você ama fazer!

Muitas pessoas ainda acreditam que seja errado ‘ganhar com aquilo que lhe faz bem’. Livre-se dessa mentalidade. Acredite que você pode trabalhar com algo que gosta e ser muito bem remunerado por isso.

Não deixe se abater por comentários maldosos de quem acredita que trabalhar é apenas bater ponto em fábricas e empresas. Mantenha-se focado no seu negócio e sinta prazer em ser artesão.

Conclusão

Espero que você tenha se motivado ainda mais para correr atrás do seu sonho e fazer o seu negócio em artesanato prosperar. Em nosso próximo artigo vamos falar sobre a formalização do seu negócio, com dicas práticas e muito importantes em relação as legislações.

Então, continue conosco e até o próximo texto.

Grátis: Descubra os 5 Segredos para um Artesanato Lucrativo

Clique Aqui!

Você quer baixar agora uma
Apostila GRATUITA com 12 Moldes de Galinhas!?

Chega de procurar moldes na internet, baixe agora a nossa apostila e facilite o seu dia a dia!

Digite o seu MELHOR e-mail abaixo e clique no botão...
x

Clique Aqui!